O que fazer em Elvas, Portugal

Rua em Elvas, Portugal

Elvas é uma cidade portuguesa situada no Alto Alentejo, junto à fronteira com Espanha. Foi considerada património mundial pela UNESCO em 2012 devido às suas fortificações do séc. XVII e XVIII. Contribuíram para a sua classificação as Muralhas Seiscentistas de Elvas, o Aqueduto da Amoreira, os Fortes da Graça e de Santa Luzia, os Fortins de São Mamede, São Domingo e São Pedro, as Cercas Medievais, os edifícios militares e o Centro Histórico da antiga praça-forte de Elvas.

As suas principais características patrimoniais assentam na sua tradição militar, no entanto em Elvas respira-se história, em muitas ruas é possível encontrar edifícios históricos, palacetes, igrejas, conventos e museus.

Sendo uma cidade afastada dos grandes centros urbanos, aqui a vida desenrola-se com mais calma, Elvas é o local perfeito para um retiro de fim de semana, permitindo aproveitar o ar puro do campo e a serenidade da planície alentejana. Como em todo o Alentejo, Elvas não fica atrás no que toca à gastronomia, sendo também um óptimo local para quem gosta de apreciar os pratos típicos desta zona.

Adoramos fazer pequenas escapadelas nesta zona devido à proximidade a Lisboa, à acessibilidade rodoviária, à simpatia dos locais e à tradição gastronómica e de produção vitivinícola. O aumento da oferta hoteleira no Alentejo é também um factor aliciante para as nossas escapadinhas na zona, uma vez que existem cada vez mais opções interessantes para relaxar.

Principais Atrações de Elvas

Forte de Nossa Senhora da Graça

Forte da Graça Elvas

O Forte de Nossa Senhora da Graça, oficialmente denominado como Forte Conde de Lippe, no Alentejo, localiza-se na freguesia da Alcáçova, a cerca de um quilómetro a norte de Elvas.

Em posição dominante sobre o Monte da Graça, integrava a defesa da Praça-forte de Elvas e Cidade – Quartel Fronteiriço de Elvas e as suas Fortificações.

É possível fazer visitas guiadas ao seu interior.

Igreja de Nossa Senhora da Assunção

Esta igreja, localizada em pleno centro histórico da cidade, é parte do conjunto da Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e as suas Fortificações.

Castelo de Elvas e Muralhas Seiscentistas

Castelo de Elvas

É uma obra de fortificação islâmica, reconstruída nos séculos XIII e XIV, tomou apenas no séc. XVI o aspeto atual. Recebia o alcaide de Elvas e foi palco de importantes acontecimentos da história do país como tratados de paz e trocas de princesas.

Forte de Santa Luzia

O Forte de Santa Luzia é uma pequena fortificação com muralhas. Atualmente este monumento de arquitetura militar acolhe o Museu Militar, onde está exposta uma interessante colecção de armas, desde a Idade Média até o século XIX, bem como uniformes.

Aqueduto da Amoreira

Aqueduto da Amoreira Elvas

Este aqueduto liga o local da Amoreira à cidade de Elvas. Com 8,5 quilómetros de extensão, 843 arcos com mais de cinco arcadas e torres que se com 31 metros de altura, é considerado o maior aqueduto da Península Ibérica

​Centro Histórico da antiga praça-forte de Elvas

Louvada pelos entendidos como a mais poderosa praça-forte de Portugal é considerada inconquistável. É uma estrutura com uma forma poligonal estrelada, sendo que nas batalhas a defesa desenvolvia-se em doze frentes. No seu interior, a área urbana é marcada por características militares, onde se abrigavam os quartéis e casernas para as tropas, depósitos e paióis.

Onde comer

Para nós este é um detalhe muito importante das nossas viagens, ambos adoramos comer, principalmente comida tradicional que representa a cultura do local onde estamos. Muitas vezes fazemos das nossas viagens autênticos roteiros gastronomicos.

Portugal tem uma forte tradição gastronômica que assenta em alguns factos históricos, por exemplo a forma como usamos o bacalhau, seco e conservado em sal, deve-se sobretudo à época dos descobrimentos, em que não era possível ter alimentos fresco a bordo e esta era uma excelente opção para manter o peixe conservado durante muito tempo.

Relativamente à gastronomia alentejana baseia-se muito na carne de porco preto e derivados, por exemplo enchidos, na utilização do pão como base para alguns pratos tradicionais, como as açordas e migas e também a utilização de bacalhau ou peixes do rio como o achigã.

Em Elvas existem várias opções de restaurantes tradicionais, onde destacamos O Lagar ou a Tasquinha Alentejana.

Onde dormir

Na zona de elvas existem várias opções de alojamento. Existem tanto hotéis mais tradicionais como unidades de turismo rural. Tipicamente estas unidades ficam um pouco afastadas do centro e estão normalmente em zonas mais rurais ou mesmo dentro de propriedades de produção agrícola.

A nossa opção nesta viagem foi o Monte da Provença – Hotel Rural. É uma unidade de turismo rural com poucos quartos. O hotel está instalado numa quinta que com uma política ecologista se une em comunhão com a natureza. Dispõe de um espaço exterior de relaxamento que inclui uma piscina e vários terraços, permitindo aproveitar o sol e o excelente clima daquela região. O quarto é confortável e limpo. O pequeno almoço têm produtos essenciais que são de boa qualidade.




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.