Porque devemos fazer uma volta ao mundo?

First-Time Around the World - Rough Guides

Twenty years from now you will be more disappointed by the things that you didn’t do than by the ones you did do. So throw off the bowlines. Sail away from the safe harbor. Catch the trade winds in your sails. Explore. Dream. Discover. ” 

H. Jackson Brown Jr.

A nossa paixão por viajar e o desejo de explorar novos destinos e outras culturas foi sempre aumentando desde que começámos a viajar juntos. No final de cada viagem, o nosso primeiro objetivo era planear a próxima, e se não tivessemos uma viajem planeada, começávamos a sentir-nos desconfortáveis.

train

Começámos a viajar principalmente pela Europa e faziamos viagens de curta duração misturadas com algumas maiores (fizemos 4 interrails juntos). Na altura estudávamos e estávamos a começar a nossa carreira profissional, então tentávamos encaixar as viagens em fins de semana e feriados.

Começámos a procurar um choque cultural nas nossas viagens, o que nos levou a planear uma viagem ao Japão em 2015. Essa viagem marcou dois importantes marcos: a realização de um sonho e a confirmação de que viajar nos completa a todos os níveis.

Matsumoto Castle japan

Então continuámos a planear viagens e a explorar o mundo até surgir a  ideia: que tal fazermos uma volta ao mundo durante seis meses? Naquele momento, rimos porque parecia impossível e tão difícil de alcançar. No entanto, a semente ficou plantada e continuámos a falar sobre isso. E se pedissemos uma licença sem vencimento? É viável? Teremos que nos demitir? Quanto dinheiro precisaríamos para fazer uma volta ao mundo durante 6 meses? O que faríamos depois da viagem? Ainda teríamos trabalho ou teríamos que começar do zero?

Começámos a procurar respostas para as nossas perguntas. Pesquisámos na internet, lemos blogues sobre viagens de volta ao mundo (Alma de viajante e Nomadic Matt) e comprámos livros sobre o assunto (How to travel the world on $50 a day e The rough guide to first-time around the world). Depois de começarmos a pesquisar, o impossível começou a parecer alcançável e o desejo de realizar esse sonho tornou-se mais forte. Percebemos que poderíamos fazê-lo e que nenhum de nós queria olhar para trás e lamentar não ter dado esse passo quando foi possível. Decidimos que não havia mais desculpas ou adiamentos e começámos a planear.

Chegados a julho de 2018 e após obter a aprovação da empresa para tirar a licença esta aventura começou.

Quando se decide fazer uma grande viagem como esta, é importante conhecer as razões e objetivos, que são pessoais e únicos para cada um de nós. O BootsnAll tem um artigo muito bom sobre isso. Depois de estabelecer as tuas razões, deste o primeiro passo no planeamento da tua RTW e assim estás mais proximo de atingir o teu objetivo.

Esta é a segunda publicação da série: Como planear uma RTW. Se quiseres saber mais sobre o planeamento de uma volta ao mundo visita as outras publicações desta série.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.