Covilhã, uma cidade a visitar mesmo sem neve

Covilhã View, Portugal

A Covilhã e região da Serra da Estrela, em Portugal, são mais visitadas durante o inverno. A neve atrai muitas pessoas para desfrutarem das paisagens dos vales e montanhas da serra, fazer desportos radicais, ou experimentar a gastronomia típica serrana. É também esta a melhor altura para consumir o tão famoso queijo de ovelha amanteigado da serra da estrela.

Todas estas razões são excelentes para se visitar a Covilhã durante o inverno, mas a região continua a ter muito para oferecer durante o resto do ano. 

Temos a tradição de visitar a serra pelo menos uma vez por ano durante o inverno e adoramos sempre a atmosfera que se sente naquela zona.

Este ano, recebemos o convite do Hotel Puralã e decidimos visitar a cidade da Covilhã durante o final da primavera e explorar o que esta zona tem para oferecer durante esta altura do ano.

A cidade da Covilhã é uma cidade no interior centro de Portugal, servindo para muitos como ponto de entrada para a serra da estrela, o ponto mais alto de Portugal continental. A Covilhã é uma cidade associada ao ofício das lãs, muito rica em cultura, história e gastronomia, motivos pelos quais vale a pena visitar.

aqui todas as nossas publicações sobre Portugal.

Como Chegar à Covilhã

A Covilhã situa-se na beira interior, no centro interior de Portugal. Fica a cerca de 280 km de Lisboa e a 250 km do Porto. As formas mais fáceis de chegar à cidade são de carro, através da autoestrada A23 ou de comboio, pela linha da beira interior num dos comboios da CP que te liga a Lisboa ou ao Porto. 

aqui os horários e os preços dos comboios.

Procura um carro para alugar na Rentalcars

O que fazer na Covilhã fora do Inverno

Ver a arte urbana no centro histórico

O Mocho - Bordalo II, Covilhã, Portugal
O Mocho – Bordalo II

O projeto Wool nasceu para dar vida às paredes abandonadas da cidade. Tem-se vindo a realizar durante os últimos anos e tem contado com a intervenção de artistas tanto nacionais como internacionais. 

Mergulhar nas águas geladas de uma das praias fluviais do Rio Zêzere

A praia fluvial mais conhecida da zona é Valhelhas, mas há ainda a praia do Sameiro, Unhais da Serra, Vale do Rossim, Louriga e Paul.

Visitar uma mercearia tradicional de 1935

Mercearia Tentadora, Covilhã, Portugal
Mercearia Tentadora

A Tentadora não é só um espaço dedicado à mostra de produtos tradicionais portugueses, mas também um local de cowork. Do antigamente ficou o nome e também o mobiliário tradicional.

Ver a Igreja de Santa Maria

Igreja de Santa Maria, Covilhã, Portugal
Igreja de Santa Maria

É uma igreja conhecida principalmente pelos impressionantes painéis de azulejos tradicionais azuis que revestem o seu exterior. A sua construção remonta ao séc. XVI. 

Visitar o Museu dos Lanifícios

Um local alusivo à indústria têxtil que revela a importância desta indústria para a região. 

Visitar o Museu do Queijo

Um local moderno onde se descreve a tradição da produção e da gastronomia do queijo na Serra da Estrela.

Apanhar o elevador de Santo André

Um elevador transparente que permite uma bonita vista da cidade da Covilhã durante a subida ou descida. Abriu ao público em 2009.

Onde Dormir na Covilhã

Quando visitámos a Covilhã, fomos convidados a ficar no Hotel Puralã – Wool Valley & Spa. Este hotel foi totalmente renovado e é agora um Boutique & Lifestyle Hotel que funciona como um portal de oferta da região e da história da cidade, através dos lanifícios, das lãs, dos fios e da indústria.

Ficar num hotel dedicado à lã despertou-nos logo muita curiosidade. Quando entrámos no hotel notámos uma atmosfera muito reconfortante, com uma decoração alusiva à lã e com matérias naturais. As madeiras e os tecidos trazem cores de conforto ao espaço.

Logo a começar na receção, a simpatia dos colaboradores é notável, garantem uma pequena visita guiada ao hotel e durante a estadia, nas várias interações, garantem sempre que os hóspedes se sintam bem acolhidos.

Os Quartos

O quarto onde ficámos alojados foi uma suíte com uma banheira no centro. Para além disso, tem uma casa de banho completa para que alternativamente possas tomar um duche em vez de usares a banheira.

A decoração é muito cuidada e o quarto tem comodidades de excelente qualidade. Os produtos de casa de banho são da marca Damana. Está ainda à disposição dos hóspedes uma garrafa de água Serra da Estrela de forma gratuita, chinelos e roupão para acesso ao spa e uma televisão que é possível emparelhar com o teu smartphone para partilha de conteúdos.

Em todo o hotel existe wi-fi grátis e de excelente qualidade.

O Spa

Durante a tarde visitámos o Natura Spa, onde mais uma vez fomos muito bem-recebidos pelas rececionistas. O Spa tem uma piscina interior com zona de relaxamento, uma piscina exterior, uma sauna e um banho turco. Existe ainda um serviço de tratamentos e massagens. Algumas das opções de massagem usam a lã como parte integrante do ritual. Existe ainda um ginásio de acesso livre. O espaço é cuidado e muito agradável. 

O Restaurante e o Bar

Optámos por jantar no restaurante do hotel, que tem serviço de buffet ou à carta. Optámos pelo buffet que tinha além de saladas e sobremesas, dois pratos principais e alguns petiscos muito saborosos. Na mesma zona, encontra-se o bar do hotel que serve também petiscos e ótimos cocktails. Recomendamos que experimentem o Puralã Club.

O Pequeno-almoço

O pequeno-almoço é servido no restaurante até às 10:00 de cada dia e é composto por pão fresco, croissants estaladiços, queijos e carnes frias, ovos mexidos e bacon, doces da região e uma seleção de cereais e frutas da época. Os produtos são de elevada qualidade e o serviço mantém a atenção a que o hotel nos habitua desde o início.

Faz aqui a tua reserva no Hotel Puralã – Wool Valley & Spa

Onde Comer na Covilhã

Na gastronomia da Covilhã, para além do queijo da serra, encontramos os enchidos e presunto regionais e a broa de milho. Encontra-se também a cherovia frita, as papas de carolo e à mesa não pode faltar o tão apreciado cabrito da serra assado no forno. Para regar tudo temos excelentes vinhos brancos e tintos da Cova da Beira e os licores típicos da região. 

A Cozinha d’Avó

Este restaurante faz parte do Clube de Campo da Covilhã e tem vista para a sua piscina. Aqui a gastronomia é tradicional da serra e podem ser encontradas iguarias como o cabrito assado no forno, polvo à lagareiro e bacalhau na telha. 

Taberna A Laranjinha

Este espaço criado para parecer uma tasca tradicional de vinhos e petiscos é muito mais do que isso. É um espaço de encontro para os locais e para quem visita a cidade. Ali é possível provar iguarias como bochechas de porco, bacalhau com natas e uma fantástica tostada de centeio com fiambre fumado, cogumelos silvestres, queijo e ovo estrelado. Há ainda petiscos divinais e deliciosas sobremesas.

Paço 100 Pressa 

É um restaurante no centro histórico da Covilhã que faz parte de um Bed & Breakfast. O local divide-se entre uma sala interior e um agradável pátio que foi onde almoçámos. O couvert é constituído por produtos típicos da região. Recomendamos os ovos à professor como entrada (ovos mexidos com espargos e bacon). A especialidade são as carnes maturadas grelhadas e as espetadas de polvo.


Visitar a Covilhã durante o fim da primavera, foi uma experiência que nos fez realmente perceber que esta região é muito mais do que um local a visitar quando há neve. Existe um enorme esforço de dinamização do interior pelas comunidades locais, e vale muito a pena reservar uns dias para visitar e conhecer a cultura e a gastronomia da Covilhã. Além disso, adorámos ficar no Hotel Puralã. Por isso recomendamos que se vieres visitar a região venhas conhecer o seu espaço tão acolhedor.

Se ainda tiveres tempo…

  • Visitar a Serra da Estrela
  • Visitar Monsanto
  • Passar no Fundão para experimentar as típicas cerejas (Maio/Junho)



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.