Avançar para o conteúdo

O que fazer em Vancouver: as melhores experiências em 48 horas

Se procuras o que fazer em Vancouver, esta publicação junta 10 das melhores experiências que tivemos na cidade. Vancouver é uma cidade vibrante e multicultural, rodeada por montanhas deslumbrantes e banhada pelo Oceano Pacífico, oferecendo um equilíbrio perfeito entre natureza e urbanismo.

Visitámos Vancouver em junho de 2024, a quarta paragem da nossa segunda viagem à volta do mundo, que começámos em Montreal, no Canadá. Ficámos dois dias completos na cidade, o que na realidade foram três noites. No dia da chegada, vínhamos de um voo noturno de Toronto e acabámos por não fazer grande coisa, e no dia da partida para o México, também tivemos um voo muito cedo.

Será que dois dias são suficientes para ver a cidade? Talvez um dia adicional permitisse ter mais experiências. No entanto, Vancouver é uma cidade um pouco dispendiosa e, para nós, que estávamos a viajar à volta do mundo durante um ano, foi também uma forma de gerirmos de forma eficiente o nosso orçamento.

Queres dicas de viagem exclusivas? Envia-nos um email ou mensagem no Instagram e subscreve a nossa newsletter para receberes tudo diretamente na tua caixa de entrada.
Banner Seguro de Viagem Heymondo com Desconto de 5% e Imagem do Monte Fuji, Japão

Porque decidimos visitar Vancouver

Decidimos visitar Vancouver pela sua incrível diversidade cultural e a presença de emigrantes de várias nacionalidades, o que confere à cidade uma rica seleção de culturas e tradições. Queríamos experimentar a diferença cultural da costa pacífica do Canadá, distinta da atmosfera de outras regiões do país. Além disso, Vancouver era um ponto estratégico perfeito para seguirmos a nossa viagem para o México, facilitando a logística da nossa aventura à volta do mundo.

Onde ficar alojado em Vancouver 

Escolher onde ficar em Vancouver foi um desafio, pois a maioria dos alojamentos estava um pouco acima dos valores que pretendíamos gastar. Optámos, então, por uma zona residencial mais afastada, confiando que as opções de transportes públicos não comprometeriam a nossa experiência na cidade.

Ficámos num pequeno apartamento localizado na zona sul da cidade, junto à Oak Street. Esta opção, além de económica, tinha uma cozinha, o que nos permitiu fazer algumas refeições em casa.

Outras boas zonas para ficar em Vancouver incluem:

  • Downtown: O coração da cidade, com fácil acesso a atrações turísticas, restaurantes, e lojas. Ideal para quem quer estar no centro da ação.
  • West End: Perto de Stanley Park e English Bay, é uma excelente escolha para quem quer estar perto da natureza e ao mesmo tempo ter acesso a uma variedade de cafés e lojas.
  • Gastown: Com as suas ruas empedradas e arquitetura histórica, é uma zona trendy e cheia de charme, ideal para os amantes de cultura e história.
  • Kitsilano: Próxima da praia, esta área é ótima para os amantes do ar livre, com muitos cafés, restaurantes e lojas a curta distância.

O quer fazer em Vancouver 

Stanley Park

O que fazer em Vancouver: visitar o Stanley Park

Explorámos o Stanley Park e foi uma das melhores experiências em Vancouver. Passeámos pelos trilhos rodeados por árvores imponentes e descobrimos o Seawall, uma ciclovia com vistas deslumbrantes da cidade e da baía. A nossa dica é caminhar ou alugar uma bicicleta para aproveitar ao máximo o percurso ao longo do Seawall.

Ir à Praia (praias ao redor do Stanley Park)

O que fazer em Vancouver: Praias do Stanley Park

As praias ao redor do Stanley Park são um ótimo lugar para relaxar. Passámos uma tarde a caminhar junto às praias. Há também áreas para piqueniques e uma piscina ao ar livre, que podem ser excelentes opções para adicionares à tua lista de coisas a fazer em Vancouver. A dica é levar um lanche e aproveitar o dia com calma, apreciando a natureza ao redor.

Granville Island e Mercado Público

O que fazer em Vancouver: Grandville Island e Public Market

Passámos uma manhã incrível na Granville Island, começando pelo Mercado Público. Encontrámos produtos frescos, queijos artesanais e uma variedade de petiscos deliciosos. Experimentámos uma banca de comida tailandesa à qual não conseguimos resistir. A nossa dica é ir cedo para evitar as multidões e não sair sem provar qualquer coisa.

Explorar Gastown

O que fazer em Vancouver: Explorar Gastown

Gastown foi uma viagem no tempo. Caminhámos pelas ruas de paralelepípedos, admirando os edifícios históricos e lojas únicas. Recomendamos explorar as lojas de lembranças e terminar o passeio com um café ou um donut numa das esplanadas charmosas.

Steam Clock

O que fazer em Vancouver: Ver um relógio único a vapor

O Steam Clock em Gastown é uma verdadeira atração. Estávamos lá na hora certa para ver o relógio libertar vapor e tocar uma melodia. É uma peça de engenharia fascinante e um ótimo local para tirar fotos. A dica é chegar alguns minutos antes da hora certa para garantir um bom lugar. A cada 15 minutos o relogío também faz barulho mas não tanto como à hora certa.

Comer Donuts

O que fazer em Vancouver: Comer donuts na Lee’s Donuts

Descobrimos uma loja de donuts incríveis chamada Lee’s Donuts que existe em vários locais da cidade. Experimentámos diferentes sabores, desde o clássico até ao mais típico de xarope de acer. A dica é ir com apetite e experimentar pelo menos dois sabores diferentes!

Chinatown

O que fazer em Vancouver: Explorar a Chinatown

Na Chinatown, fomos transportados para um pequeno pedaço da China em Vancouver. Visitámos o Jardim Dr. Sun Yat-Sen, um oásis de tranquilidade no meio da cidade. Experimentámos dim sum num num supermercado local e foi uma delícia.

False Creek

O que fazer em Vancouver: Vista de False Creeks

False Creek é um lugar perfeito para um passeio relaxante. Caminhámos ao longo da margem, apreciando a vista dos barcos e da linha do horizonte de Vancouver. A dica é fazer este passeio ao fim da tarde para ver o pôr-do-sol.

Kitsilano Beach

O que fazer em Vancouver: Kitsilano Beach

Kitsilano Beach foi o nosso refúgio em dias de sol. A praia tem uma ótima infraestrutura com chuveiros, balneários e até um parque infantil. Passeámos pela praia mas queríamos ter nadado nas águas refrescantes, mas era dia Nacional do Canadá e estava muita gente e o tempo não estava assim tão quente para ir a banhos.

Beber Cerveja no Craft Beer Market

O que fazer em Vancouver: Beber cerveja artesanal no CRAFT beer market

Terminámos um dia no Craft Beer Market, onde provámos várias cervejas artesanais locais. O ambiente é acolhedor e a seleção de cervejas é impressionante. A nossa dica é pedir uma amostra de diferentes cervejas antes de decidir qual beber.

Dicas de segurança para Vancouver

Vancouver é, em geral, uma cidade segura para visitantes, mas como em qualquer grande metrópole, é importante estar atento e tomar algumas precauções básicas.

  1. Zonas mais problemáticas: Existem algumas áreas que podem parecer mais estranhas ou menos seguras, especialmente à noite. As zonas de Downtown Eastside, por exemplo, são conhecidas por terem uma maior concentração de sem-abrigo e problemas sociais. No entanto, nunca nos sentimos diretamente ameaçados. Basta manteres-te alerta e evitares estas áreas durante a noite.
  2. Seguro de viagem: Ter um seguro de viagem é essencial. Recomendamos o seguro da Heymondo. Este seguro cobre desde acidentes a problemas de saúde, incluindo atividades de aventura que possas querer fazer. As despesas médicas no Canadá podem ser bastante elevadas para turistas, por isso, um seguro pode evitar gastos inesperados.
  3. Cuidados generalizados em viagem:
    • Documentos e valores: Guarda os teus documentos importantes e valores em lugares seguros, como cofres nos hotéis.
    • Áreas movimentadas: Em locais turísticos e áreas movimentadas, fica atento aos teus pertences para evitar furtos.
    • Informação local: Informa-te sobre a cidade e os bairros que vais visitar. Pergunta no hotel ou a residentes locais se há áreas que deves evitar.
    • Transportes públicos: Usa os transportes públicos de forma consciente. Evita viajar sozinho à noite e opta por transportes seguros.

Visitar Vancouver foi uma experiência fantástica, e com estas dicas de segurança, pudemos aproveitar ao máximo a nossa viagem com tranquilidade.

Dicas adicionais

  • Transportes: Cartão Compass ou um Cartão de crédito sem taxas – Usámos o Cartão de crédito sem taxas, tipo Curve, para nos deslocarmos no metro, autocarros e SkyTrain. É só encostar e andar. Cada vez que passamos um pórtico ou entramos num autocarro fazem um débito mas alguns dias depois os valores são acertados. Alternativamente podíamos ter comprado um cartão recarregável Compass.
  • Dados Móveis: Não encontrámos acesso fácil a Wi-Fi em todos os lugares fora dos alojamentos, por isso, ter um eSIM ajudou-nos a navegar nas cidades. Com a MobiMatter, podes obter até 50% de cashback com o código TWOBYTHEWORLD.
  • Alimentação: Para poupar na alimentação, optámos por comprar snacks e refeições leves nos mercados como o Mercado Público de Granville Island ou nos supermercados locais incluindo os da Chinatown. Estes oferecem uma variedade de opções frescas e prontas para consumir a preços mais acessíveis do que muitos restaurantes.
  • Clima: Vancouver pode ser imprevisível em termos de clima, mesmo durante o verão. Sempre tivemos um casaco leve e impermeável à mão, especialmente se planeávamos passar muito tempo ao ar livre a explorar a cidade e as suas paisagens naturais.

Estas dicas ajudaram a maximizar a nossa experiência em Vancouver, poupando dinheiro na alimentação e preparando-nos para as variações climáticas locais.

Planeias viajar para Vancouver?

  • Encontra um seguro de viagem com a Heymondo (5% desconto)
  • Encontra o teu alojamento com o Booking
  • Encontra as tuas atividades com o GetYourGuide
  • Encontra o teu eSIM com a MobiMatter, usa o código TWOBYTHEWORLD para teres até 50% de cashback
  • Encontra atividades ao ar livre com a Manawa
  • Aluga o teu carro com a Discovercars
  • Reserva o teu voo com o Skyscanner

Se estás a planear uma viagem, verifica os nossos recursos de viagem.

Atividades em Vancouver


Esta publicação inclui links afiliados que contribuem para o suporte deste projeto, permitindo-nos criar conteúdo de qualidade de forma gratuita para ti. Ao utilizares os nossos links afiliados, os parceiros com os quais colaboramos direcionam uma pequena parte da comissão para apoiar este projeto, sem qualquer custo adicional para ti.


Aviso legal: Todas as informações neste blog são para fins informativos. Os leitores devem usar o conteúdo com cuidado e verificar sua precisão antes de tomar decisões financeiras ou de viagem. Este blogue não se responsabiliza por quaisquer consequências decorrentes do uso das informações fornecidas.