Tendências de Viagem – Viajar depois da pandemia

Roadtrip USA

A pandemia de COVID-19 veio provocar uma paragem quase total no sector do turismo. Estávamos numa época em que viajar era cada vez mais universal e de um momento para o outro vimo-nos obrigados a ficar em casa e cancelar as nossas viagens. Todo este movimento vai provocar uma alteração nas tendências de viagem após a pandemia.

Assistiu-se a um cancelamento em massa das viagens, as pessoas mudaram os seus sentimentos relativamente a viajar, as empresas mudaram as suas estratégias de marketing, há novas regras e recomendações, mas afinal quais serão as tendências de viagens nesta nova época?

Principais fatores que vão influenciar as tendências de viagem

Os principais fatores que irão influenciar as tendências de viagem nos próximos tempos deverão ser:

  • Segurança: tanto a perceção como a realidade vão interessar. Vamos querer marcar viagens mais seguras e sentir segurança quando as estamos a realizar;
  • Saúde: regras, normas e orientações decretadas pelas autoridades locais vão influenciar as tendências de viagem; 
  • Higiene: com a possibilidade de contaminação, todos vamos preferir locais em que o compromisso com a higiene não seja comprometido. Por exemplo, em Portugal, a criação do certificado “Clean & Safe” é um símbolo de confiança para as empresas do sector do turismo;
  • Qualidade da Marca: as marcas que têm um elevado compromisso com a qualidade vão triunfar nestas novas tendências de viagem;
  • Valor do produto: com recursos mais limitados, vamos querer ter elevado valor de um produto pelo qual estamos a pagar.
Tendências de viagem - pandemia

Tendências de viagem após a pandemia

Fazer Turismo Interno, de Natureza e de Carro

As limitações nas fronteiras, cancelamento de voos, aumento do desemprego e recessão da economia, trazem uma incerteza que deverá causar uma diminuição no turismo de lazer nas tendências de viagem. Durante algum tempo os países vão continuar com as fronteiras fechadas devido à pandemia de COVID-19, principalmente para visitantes. Estima-se que pelo menos 90% da população viva em países com restrições nas fronteiras, por isso, a impossibilidade de nos movimentarmos entre países deverá fazer com que viajar dentro do nosso país faça parte das tendências de viagem. 

Vê aqui as nossas recomendações de escapadinhas em Portugal

As recomendações para evitar locais lotados e aglomerações de pessoas deverá fazer com que as pessoas optem por locais abertos, mais isolados e no meio da natureza. Muitas vezes optamos por viajar para fora, mas será que já explorámos o suficiente a nossa cidade ou país? A maioria das cidades têm atrações turísticas e tendo em conta as restrições financeiras e de deslocação, esta deverá ser uma opção em crescimento nas tendências de viagem.

Sendo o carro uma forma de viagem com mais distanciamento, deverá ser uma opção a ter em consideração em detrimento de viagens em transportes coletivos, fazendo assim com que as pessoas se sintam mais seguras e possam apreciar o seu destino de viagem. 

Alteração na escolha dos destinos e cancelamento de grandes eventos

Quantos de nós já sonhamos fazer uma viagem na costa Amalfitana, ou visitar os mercados gastronómicos de Madrid? A situação em países como Espanha, Itália ou China que eram destinos muito procurados, mas que registaram elevados números de contaminação e propagação de COVID-19, deverá fazer com que se tornem territórios negativos nas tendências de viagem. Os grandes eventos desportivos, culturais ou musicais são por norma motivo de grandes ajuntamentos de pessoas. Com as recomendações de distanciamento social estes eventos deverão ser adiados ou cancelados até que seja mais segura a sua realização.

Diminuição de viagens de negócios, religiosas, lua-de-mel e de grupo

Existem vários tipos de viagens e viajar em grandes grupos é uma das opções que tem vindo a crescer. Estas viagens normalmente obrigam a uma maior proximidade entre pessoas que por enquanto é desaconselhado na generalidade, por isso, esta área do turismo deverá ter uma queda acentuada.

O turismo religioso é normalmente motivo de aglomeração de multidões logo, devido às recomendações de distanciamento, este sector deverá ter uma quebra significativa.

Com o aumento do trabalho remoto as tendências de viagem de negócios deverá ter uma queda. Enquanto não for totalmente seguro viajar, as empresas deverão optar por trabalharem à distância através dos meios digitais, evitando assim colocar os seus colaboradores em risco.

Devido à impossibilidade de realização de casamentos nos moldes a que estávamos habituados, é expectável que existam adiamentos nas celebrações e em consequência as luas-de-mel não se realizarão ou serão adiadas.

Aumento dos custos de viajar de avião, mas maior flexibilidade 

Com a diminuição da escala no negócio da aviação e com a possibilidade de se implementar o distanciamento dentro do avião, a lotação dos aviões deverá descer, pelo que o custo dessa diminuição deverá sem imputado nas tarifas. Como a incerteza se vai tornar uma constante nas nossas viagens, poderemos esperar que exista mais flexibilidade por parte das empresas. É expectável que a possibilidade de cancelamento, adiamento ou upgrade sejam mais flexíveis. 

Bilhetes

Crescimento dos Nómadas Digitais

Com as crescentes políticas de trabalho remoto, as empresas deverão iniciar ou continuar um processo de mudança de culturas organizacionais que incluirão cada vez mais o trabalho remoto. Este movimento deverá proporcionar que as pessoas se poderão deslocar e fixar noutros locais e mesmo assim continuar a trabalhar para empresas remotas.

Como nos devemos preparar para voltar a viajar?

  • Estar informado e conhecer as regulamentações locais, consultando sempre as fontes oficiais das autoridades locais. Vê aqui as regras nas praias em Portugal para 2020;
  • Ter consciência da importância de ser responsável e de adotar um comportamento seguro de acordo com as orientações das autoridades de saúde;
  • Ser flexível e aceitar que qualquer viagem poderá ser impactada pela pandemia.

O mundo vai continuar a mudar e a adaptar-se a esta nova realidade e tu deves esperar impacto. Não é expectável que tudo continue como era anteriormente e todos nós teremos que adotar um comportamento mais consciente e mais responsável. 

O que sabemos hoje permite-nos começar a perceber que poderemos de alguma forma viajar e aproveitar este maravilhoso mundo, mas a qualquer momento tudo pode mudar e temos que estar preparados para isso. 

  • Pede o teu cartão Revolut - o único cartão que usamos nas nossas viagens
  • Marca o teu voo para qualquer sítio com a Momondo ou com o Skyscanner
  • Marca o teu hotel com o Booking
  • Procura o teu carro para alugar na Rentalcars
  • Escolhe o teu seguro de viagem na Iati (com 5% de desconto) ou na World Nomads



Etiquetas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.