Turismo Sustentável na Aldeia da Travancinha

Houses, Chão do Rio, Aldeia da Travancinha, Portugal

Nos últimos anos o número de pessoas a viajar tem vindo a aumentar e cada vez mais se tornam importantes conceitos como o de turismo sustentável. Há alguns anos, viajar não estava ao alcance da maioria das pessoas, mas hoje em dia, é possível viajar com um orçamento limitado.

Se por um lado, o aumento do número de viajantes veio reforçar a globalização, aumentar o conhecimento que as pessoas têm sobre as outras culturas e sobre locais remotos, e contribuir para o desenvolvimento dos locais, por outro lado veio desgastar o meio ambiente e aumentar a pegada ecológica da humanidade, diminuir a qualidade de vida das populações locais e aumentar o custo de vida.

Quando viajamos, todos devemos ter consciência do impacto que provocamos e como podemos melhorar os locais por onde passamos. O simples ato de comprar no comércio tradicional e contribuir para a sustentabilidade de uma economia local, de utilizar produtos amigos do ambiente, reduzindo a utilização de plástico, ou utilizar transportes amigos do ambiente, faz com que não tornemos os locais que visitamos mais desgastados.

Visitámos o Chão do Rio, que é uma unidade de turismo rural, na aldeia da Travancinha, perto de Seia, mesmo junto à Serra da Estrela. Aqui o conceito é de turismo de aldeia que em simbiose com a natureza e com a comunidade local, pretende tornar aquele local um cantinho longe da confusão, da poluição e um santuário de proteção da natureza.

Nos últimos anos, têm-se reforçado os conceitos de turismo sustentável e responsável. Mas afinal o que é este conceito?

O que é o Turismo Sustentável e Responsável

O turismo sustentável e responsável é aquele que consegue proporcionar experiências positivas de viagem, indo ao encontro das necessidades dos viajantes, mas também respeitar o meio ambiente e o contexto dos locais que visitamos.

Trata-se de gerir os recursos de forma controlada para garantir a satisfação das necessidades dos viajantes garantindo a integridade cultural e a sustentabilidade económica e ambiental, não bloqueando a criação de oportunidades no futuro.

Fazem parte do turismo sustentável iniciativas como o controlo do número de visitantes em áreas protegidas, a adoção de políticas de proteção do meio ambiente e a adoção de políticas que direcionam os viajantes a consumirem produtos locais e a interagirem com as comunidades locais.

Podes ver todas as publicações do blogue sobre Portugal aqui.

O Chão do Rio

O Chão do Rio é uma unidade de turismo rural na aldeia da Travancinha, junto à Serra da Estrela que recebeu a Certificação BIOSPHERE RESPONSIBLE TOURISM. Naquele cantinho respira-se ar puro, sente-se a simbiose com a natureza e o respeito pelo meio ambiente.

Rodolfo e Catarina, apaixonaram-se por aquele local e desde então têm-no tornado cada vez mais seu. Ali criaram raízes e, de um casal de namorados apaixonados pelo local, tornaram-se uma família, pois só ali se sentem inteiros.

Para ajudar a que aquele cantinho seja especial para quem o visita, ligaram-se a pessoas da aldeia, que hoje são a sua equipa, prontos para receber todos com muita simpatia.

A equipa do Chão do Rio vai te receber de forma muito hospitaleira, pela simplicidade e autenticidade, criando um lugar ideal em simbiose com a natureza, proporcionando sorrisos, felicidade e inspirando e ambicionando um futuro melhor, fazendo turismo de forma mais responsável e sustentável.

O Chão do Rio é composto por 6 casas de pedra e telhado de palha. Cada uma com a sua personalidade, pelo detalhe no seu interior, faz com que nos possamos sentir bem naquele local, sem sentir que estamos a agredir o ambiente envolvente.

Podes saber mais sobre o Chão do Rio e fazer a tua reserva aqui.

A Casa

A nossa casa foi a Churra, e quando chegámos, fomos acompanhados pela Sofia, que nos recebeu e nos deu todas as explicações sobre o Chão do Rio, sobre a casa e sobre a zona.

Era início da primavera, mas a temperatura naquela zona era ainda baixa, por isso, já tínhamos a lareira acesa quando entrámos. A casa, tem uma cozinha com todo o equipamento necessário para preparar refeições e um frigorífico, uma zona de estar para aproveitar a lareira, uma casa de banho completa, e na parte superior um quarto muito acolhedor. Em cima da mesa da cozinha estava um cesto de produtos regionais de fazer crescer a água na boca e que incluía ainda ovos das galinhas ali criadas. Fomos informados que às 17:00 a padeira deixaria o pão caseiro acabado de cozer pendurado na porta. Aproveitámos logo para fazer um lanche à lareira assim que o pão chegou.

A varanda de cada casa tem uma rede-cama e uma mesa viradas para uma zona central a todas as casas onde existe uma piscina biológica e zona de relaxamento. Ali nascem nenúfares e vivem algumas rãs.

Refeições

Na aldeia não existem muitas opções de restaurantes, por isso se não te apetecer utilizar a cozinha para preparares as tuas refeições, o Chão do Rio tem um acordo com um restaurante. A pedido do hóspede, diretamente com o restaurante, é possível encomendar refeições de pratos regionais. Nós pedimos antes de chegarmos para garantir que tínhamos jantar nesse dia.

O cesto de produtos regionais, serve para preparares o teu pequeno almoço, e acredita que está mesmo muita comida dentro dele. Acabámos por preparar ovos mexidos de manhã. Se o tempo estiver agradável, recomendamos que faças esta refeição na varanda. Alternativamente, a nossa casa tinha uma mala térmica disponível pelo que podes optar por preparar um picnic.

Promoção da Biodiversidade

Durante os incêndios de outubro de 2017, que fustigaram muito a zona da Travancinha, uma parte da propriedade que tinha alguma floresta acabou completamente destruída, por isso, o Chão do Rio, iniciou o projeto da Floresta do Futuro.

Após terem feito sementeira de bolota, foram plantados carvalhos, típicos da região, com o intuito de serem uma floresta mais resistente a incêndios no futuro, protegendo a povoação e a própria natureza.

Foram criadas condições para as espécies locais poderem coabitar com quem os visita, tais como zonas húmidas, corredores ecológicos e zonas de abrigo para animais selvagens.

Experiências Amigas do Ambiente

No Chão do Rio é possível receber uma massagem à sombra de carvalhos, fazer workshops de fotografia, caminhadas pela serra, passeios a cavalo e passeios no rio em Stand Up Paddle.

Zona de Passeio, Chão do Rio, Aldeia da Travancinha, Portugal
Zona de Passeio

Existem ainda bicicletas de utilização gratuita, trilhos pedestres, um galinheiro onde as crianças podem recolher os ovos, uma horta biológica e duas ovelhas. Podem ainda ser feitos divertidos passeios de carro de mão. Mergulhar entre nenúfares e rãs será sem dúvida uma experiência também inesquecível.

Fazer estas atividades, permite aos hóspedes explorar a natureza do local de forma responsável.

Desenvolvimento Local

A política de sustentabilidade não é apenas sobre a natureza, mas também sobre a comunidade local. Quando começámos a ver o que o nosso cesto de comida tinha, percebemos que uma grande parte dos produtos é local e regional e não apenas de negócios locais, mas também de instituições de solidariedade, tais como biscoitos e muesli caseiros.

No local existe também uma loja de produtos artesanais e, quando somos recebidos, são-nos dadas várias informações sobre o que podemos visitar na região, assim como os parceiros do Chão do Rio que prestam serviços aos hóspedes. Desta forma, quando os visitamos estamos a contribuir para o desenvolvimento local e para a sustentabilidade das atividades tradicionais da região.

Redução do Impacto Ambiental

A redução do impacto ambiental é também uma preocupação no Chão do Rio. As casas ali construídas encontram-se completamente integradas na paisagem e usam na sua construção materiais sustentáveis e vegetais provenientes de demolições e limpezas de terrenos envolventes.

O aquecimento das águas é feito com recurso a painéis solares e existe uma preocupação com a poupança de recursos energéticos e hídricos. Os papéis usados são reciclados e existe preocupação de reutilização de meios informativos. À chegada é-nos entregue um caderno plastificado com as informações do local e da região.

A piscina no local é biológica, pelo que não usa produtos químicos para o tratamento e manutenção da qualidade da água. É ali recriado um ecossistema natural que trata da filtragem da água através das plantas ali existentes.

Como Chegar

A única forma de chegar ao Chão do Rio é de carro ou de mota. A aldeia da Travancinha é um local remoto no interior de Portugal, e os transportes públicos são quase inexistentes. A rede de autoestradas permite-te chegar de qualquer zona do país de forma rápida.

Procura um carro para alugar na Rentalcars.

O que fazer perto da Aldeia da Travancinha

  • Ver a calçada romana
  • Visitar a botica do séc. XVI
  • Visitar a capela da Nossa Senhora da Ajuda
  • Ver o Penedo do João Brandão
  • Contemplar as vistas da Lapa Seixinha
  • Ver a ponte romana
  • Visitar os Blocos Pedunculados
  • Apreciar a vista do Pilar da Borceda
  • Ver o Cruzeiro do Duplo Centenário
  • Visitar a capela da Nossa Senhora das Virtudes
  • Visitar a capela de São Sebastião
  • Visitar a Igreja Paroquial da Travancinha
  • Visitar a Capela da Nossa Senhora da Saúde
  • Ver o Pelourinho
  • Visitar a casa da Câmara
  • Visitar a casa da Comenda
  • Ver a fonte secular
  • Ver o Penedo da Forca
  • Visitar o tribunal do séc. XVI
  • Visitar a cadeia do séc. XIX

Portugal tem muitos locais remotos, longe das grandes cidades, onde podemos aproveitar para nos refugiarmos, e o Chão do Rio, na aldeia da Travancinha é um deles, sem dúvida. Estes locais inexplorados, longe dos centros turísticos, devem ser preservados e quem os visita ou desenvolve atividades para o turismo, deve praticar um turismo sustentável e contribuir para a economia e desenvolvimento local. Adorámos visitar e contribuir para esta causa, interagindo com marcas e entidades que partilham estes valores que também são os nossos.

Se ainda tiveres tempo

  • Visitar a Serra da Estrela
  • Visitar o Museu do Pão
  • Experimentar os queijos e enchidos tradicionais da região



2 comentários em “Turismo Sustentável na Aldeia da Travancinha”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *