Ilha de Gozo: o que fazer e o que visitar

Salinas em Gozo, Xwejni

Malta é composta não só pela ilha principal, mas também por duas ilhas mais pequenas que escolhemos visitar durante a nossa viagem: a ilha de Gozo e a ilha de Comino.

 Para saberes mais sobre Malta podes ler as nossas publicações sobre como planear uma viagem a Malta ou o nosso itinerário detalhado de 7 dias neste país: parte 1 e parte 2.

Nesta publicação partilhamos a nossa experiência na ilha de Gozo assim como dicas para aproveitares uma visita a esta ilha da melhor forma.

Paisagem de Gozo

A ilha de Gozo é composta por várias cidades e tem ligações regulares de barco com a ilha principal de Malta. É uma ilha mais verde e mais rural do que a ilha principal, onde as pessoas se dedicam mais à agricultura e à pesca. O ritmo de vida aqui é completamente diferente e isso sentiu-se bem quando a visitámos.

Visitámos a ilha de Gozo em Outubro, em pleno início da época baixa, logo notou-se que as principais atrações estão menos lotadas e vêem-se menos turistas nas ruas. No entanto, para quem não procura um destino de praia, que era o nosso caso, esta altura é excelente para visitar a ilha, uma vez que o clima é mais ameno do que na época alta. Em Gozo apanhámos alguma chuva, mas nada que nos tivesse impedido de visitar o que tínhamos planeado.

Transportes na ilha de Gozo

Para chegares a Gozo desde a ilha principal, deves apanhar o ferry (Gozo Channel) em Cirkewwa. O preço da viagem é de 4,65€ e demora cerca de 25 minutos. Mais informação sobre tarifas e horários aqui. O ferry tem uma loja de conveniência e uma cafetaria.

A ilha de Gozo serve-se da extensão da rede de transportes do Malta Public Transport, ou seja, com o mesmo cartão Tallinja que já tínhamos adquirido em Malta, conseguimos deslocar-nos de autocarro pela ilha. A quantidade e a frequência de linhas e autocarros não é a mesma, mas serve perfeitamente o propósito de ver as principais atrações da ilha.

À chegada do barco no porto de Mgarr podes logo apanhar um autocarro que te leva diretamente à cidade de Victoria.

Victoria (Il-Belt Victoria)

Victoria (Il-Belt Victoria) é a cidade capital da ilha de Gozo. Situa-se numa colina no centro da ilha e é também conhecida como Rabat. A principal atração da cidade é a Cittadella que tem no seu interior o museu de arqueologia, o museu do folclore, o museu da ciência, a antiga prisão e a catedral da Assunção. A cidade está repleta de igrejas e basílicas. À semelhança de outras cidades em Malta, a sua arquitetura baseia-se na construção com pedra de cor amarela o que lhe confere uma atmosfera antiga.

À chegada à cidade aproveitámos para comer comida típica de rua. Como na maioria das cidades em Malta, existem imensos quiosques que vendem pastéis com recheios diversos que te permitem fazer uma refeição a um preço muito barato.

Visitámos as ruas da cidade, apreciando as várias atrações à medida que nos dirigíamos para a Cittadella. Na Cittadella optámos por ver apenas o seu espaço exterior para aproveitar as vistas das colinas à volta, no entanto se tiveres tempo e interesse, aconselhamos-te a visitares a catedral e os museus no seu interior.

Salinas e Malsalforn

Salinas, Gozo

Na ilha de Gozo é possível encontrar muitas salinas, principalmente na zona Norte junto a Xwejni. Optámos por apanhar o autocarro até Mhelhel e fazer o caminho a pé junto à costa até Malsalforn (cerca de 4km). Durante o caminho as paisagens verdes são fantásticas e é possível ver várias salinas que criam cenários de cortar a respiração.

Malsalforn é uma estância balnear e a zona turística mais popular na ilha de Gozo. Ali é possível tomar banho no mar, em piscinas naturais junto à baía. Na altura em que fomos, muito do comércio sazonal já se encontrava encerrado, no entanto estavam ainda abertas algumas esplanadas onde podes aproveitar o sol do fim de tarde enquanto tomas uma bebida. Na ilha há também algumas praias de areia, o que não é muito habitual no resto das ilhas de Malta.

Outros Pontos de Interesse na Ilha de Gozo

Como só tínhamos um dia para visitar a ilha de Gozo, muitos dos seus pontos de interesse ficaram de fora da nossa visita. Se tiveres mais tempo a ilha tem muito mais para oferecer.

Desfiladeiro Wied il-ghasri

No caminho para as salinas de Xwejni é possível fazer um desvio a pé para veres o desfiladeiro Wied il-Ghasri. Este vale que termina no mar, tem impressionantes desfiladeiros que criam paisagens muito interessantes, e existem caves naturais que podem ser uma ótima oportunidade a explorar para os adeptos de mergulho. Optámos por não visitar este local porque não tínhamos tempo suficiente.

Dwejra

Dwejra é uma zona costeira de formações rochosas. Nesta zona é possível nadar nas águas profundas da baía, nas águas calmas das caves ou nas águas agitadas junto ao Blue Hole, que é uma das principais zonas de mergulho da ilha. Era aqui que se situava a Janela Azul (Azure Window) que serviu de cenário a algumas cenas da Guerra dos Tronos, mas recentemente colapsou.

Ramla Bay

Ramla Bay é uma praia de areia vermelha, muitas vezes considerada como uma das melhores praias de Malta. É um excelente local para nadar, relaxar e apanhar sol. A área não é muito desenvolvida, embora existam alguns cafés. A zona das dunas é uma área protegida e o vale até à praia tem vegetação bem verde. A zona em volta, vista de um ponto mais elevado, parece uma colcha, devido aos terraços de cultivo.

Ta ćenć cliffs

As Ta ćenć cliffs são uma zona linear de 20ha de falésias com 120m até ao mar. É uma zona com um enorme interesse para quem gosta de mergulho e ver o pôr do sol naquela zona é maravilhoso.


A nossa visita à ilha de Gozo sedimentou em nós a ideia de que Malta é muito mais do que a ilha principal. A ilha de Gozo é sem dúvida marcada por uma cultura muito semelhante à ilha principal, mas mais calma e em contacto com a natureza. Temos a certeza que não te vais arrepender de decidir acrescentar a ilha de Gozo ao teu itinerário quando visitares Malta.





Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *