Avançar para o conteúdo

Guia essencial para planear uma incrível viagem de 10 dias no Japão: Voos, alojamento e itinerário

O Japão é um país que há muito tempo está na lista de desejos de muitos viajantes. Com a sua cultura única, paisagens deslumbrantes e deliciosa culinária, é fácil perceber porquê. Planear uma viagem de 10 dias no Japão pode ser avassalador, mas com um planeamento cuidadoso e alguma pesquisa, podes aproveitar ao máximo o teu tempo neste país incrível. Nesta publicação, iremos guiar-te através dos passos essenciais para planear uma viagem de 10 dias ao Japão.

Queres dicas de viagem exclusivas? Envia-nos um email ou mensagem no Instagram e subscreve a nossa newsletter para receberes tudo diretamente na tua caixa de entrada.


10 dias no Japão são suficientes?

Planear uma viagem de 10 dias no Japão pode ser uma experiência emocionante e gratificante. Com um itinerário bem planeado, consegues visitar muitos dos destinos mais populares do país e experienciar a sua cultura e história únicas. No entanto, muitos viajantes questionam-se se 10 dias no Japão são suficientes para ver tudo o que tu queres no Japão.

Embora 10 dias no Japão não sejam suficientes para visitar todas as atrações do Japão, é possível ter uma experiência gratificante neste período de tempo. Um itinerário popular para uma viagem de 10 dias no Japão é visitar Tóquio, Quioto e Osaka. Estas três cidades oferecem um ótimo equilíbrio entre o Japão moderno e tradicional e têm uma vasta gama de atrações para viajantes de todas as idades.

Em Tóquio, algumas atrações imperdíveis incluem a Torre de Tóquio, o Templo Senso-ji e os bairros vibrantes de Shibuya e Shinjuku. Famílias com crianças também podem querer visitar a Disneyland de Tóquio ou o DisneySea.

Em Quioto, os destaques incluem o Santuário Fushimi Inari, o Templo Kinkaku-ji e as pitorescas ruas do distrito de Gion. As famílias podem desfrutar de uma visita ao Parque Estúdio Toei Kyoto ou ao Aquário de Quioto.

Em Osaka, as atrações populares incluem o Castelo de Osaka, o distrito comercial e gastronómico de Dotonbori e o Museu de História de Osaka. Famílias com crianças também podem querer visitar a Universal Studios Japan.

Embora seja possível visitar todos estes destinos em 10 dias no Japão, é importante planear cuidadosamente a tua viagem para aproveitar ao máximo o teu tempo. Considere utilizar o excelente sistema de transporte público no Japão, como o comboio-bala Shinkansen, para te deslocares rapidamente entre cidades. Também é importante considerar o tempo de viagem, já que algumas atrações podem estar localizadas fora dos centros urbanos.

Em suma, 10 dias no Japão podem ser suficientes para ver alguns dos destaques, mas é importante planear cuidadosamente o teu itinerário e priorizar as atrações que são mais importantes para ti e para a tua família. Com um planeamento adequado, podes ter uma viagem inesquecível ao Japão e criar memórias que durarão toda a vida.

Passo 1: Escolher as tuas datas e reservar os teus voos

O primeiro passo ao planear qualquer viagem é decidir as datas em que vais viajar. É melhor seres flexível quando se trata de voos, pois os preços podem variar significativamente dependendo da época do ano que escolhes para viajar. A melhor altura para visitar o Japão é durante a primavera (março a maio) e o outono (setembro a novembro), quando o clima é ameno e as multidões são menores.

Depois de decidires as tuas datas, é hora de reservares os teus voos. Tóquio e Osaka são os dois principais aeroportos internacionais do Japão, por isso é provável que vás voar para uma destas cidades. Certifica-te de reservar os teus voos com antecedência para obteres as melhores ofertas.

Antes de começares a reservar a tua viagem, verifica os requisitos de visto para o teu país.

Marca o teu voo para Japão com o Skyscanner

Passo 2: Decide o teu itinerário para uma viagem de 10 dias no Japão

O Japão tem muito para oferecer, por isso é importante decidir o que queres ver e fazer durante a tua viagem de 10 dias no Japão. Alguns destinos populares incluem Tóquio, Quioto, Osaka, Hiroshima e o Monte Fuji. É importante ter em mente que o Japão é um país muito grande, por isso pode não ser possível ver tudo em apenas 10 dias.

Aqui está o nosso itinerário para uma viagem de 10 dias no Japão:

Dia 1-3: Tóquio

Explora a metrópole agitada de Tóquio com os seus arranha-céus, luzes de néon e ruas movimentadas.

Visita pontos turísticos famosos como a Torre de Tóquio, o Santuário Meiji e o Templo Sensoji.

Explora os bairros modernos de Shibuya, Harajuku e Shinjuku, conhecidos pelas suas compras, comida e entretenimento.

Desfruta de alguns dos melhores sushi, ramen e outras culinárias japonesas do mundo.

Dia 3-4: Hakone

Faz uma viagem de comboio pitoresca pelas montanhas para chegar à pitoresca cidade de Hakone.

Desfruta de vistas deslumbrantes do Monte Fuji e do Lago Ashi a partir do Teleférico de Hakone.

Relaxa numa das muitas fontes termais (onsen) da cidade e mergulha nas águas terapêuticas.

Visita o Museu ao Ar Livre de Hakone e admira as belas esculturas e instalações de arte.

Dia 5-8 Quioto (Excursões de um dia para Osaka e Nara)

Imerso na rica história e cultura do Japão visitando os muitos templos e santuários de Quioto, incluindo Kinkakuji (o Pavilhão Dourado), o Santuário Fushimi Inari e o Templo Kiyomizu.

Passeia pelos bairros tradicionais de Gion e Higashiyama e experimenta o Japão antigo.

Faz uma excursão de um dia a Osaka para visitar o Castelo de Osaka e experimentar algumas delícias gastronómicas de rua.

Visita Nara e alimenta os veados amigáveis no Parque de Nara enquanto admiras os templos e santuários antigos.

Dia 8-10: Fukuoka

Explora a vida noturna vibrante e a cena de entretenimento de Fukuoka.

Prova algumas das famosas iguarias da cidade, incluindo o ramen tonkotsu e o mentaiko (ovas de bacalhau picantes).

Visita o antigo Santuário Dazaifu Tenmangu e aprende sobre a história japonesa.

Faz uma excursão de um dia às atrações próximas, como as praias deslumbrantes de Itoshima ou as famosas fontes termais de Beppu.

Uma vez que não é a nossa primeira vez a visitar o Japão, escolhemos um itinerário diferente para a nossa viagem de 10 dias no Japão, no entanto, dar-nos-á uma boa amostra da cultura e história do Japão, bem como da sua deslumbrante beleza natural. Além disso, permitir-nos-á sair do Japão de barco em direção à Coreia do Sul via Fukuoka.

Passo 3: Reservar alojamento

Depois de teres o teu itinerário planeado, é hora de reservar o teu alojamento. O Japão oferece várias opções de alojamento, desde ryokans tradicionais até hotéis modernos. Certifica-te de reservar o teu alojamento com antecedência, especialmente se estiveres a viajar durante a época alta.

Tóquio, Hakone, Quioto e Fukuoka são todos destinos populares no Japão, cada um oferecendo as suas próprias atrações e experiências únicas. Aqui estão alguns lugares recomendados para ficar em cada uma destas cidades:

Tóquio

Shinjuku: Este bairro vibrante é um ótimo lugar para ficar para aqueles que querem experimentar a energia agitada de Tóquio. Tem muitos hotéis, restaurantes, lojas e opções de vida noturna.

Shibuya: Este bairro moderno é conhecido pelas suas opções de compras, restaurantes e entretenimento. É também o lar da famosa Travessia de Shibuya.

Asakusa: Este bairro histórico é lar do icónico Templo Senso-ji e oferece um vislumbre do Japão tradicional. É uma área mais tranquila, com muitas opções de restaurantes e compras.

Hakone

Gora: Esta encantadora cidade é conhecida pelas suas fontes termais e vistas pitorescas do Monte Fuji. Existem muitos ryokans tradicionais (estalagens japonesas) na área que oferecem uma experiência relaxante e autêntica.

Lago Ashi: Esta área cénica é um ótimo lugar para ficar se quiseres estar perto da natureza. Existem muitos hotéis e ryokans ao longo do lago que oferecem vistas deslumbrantes do Monte Fuji.

Quioto

Gion: Este distrito histórico é conhecido pela sua arquitetura tradicional e cultura geisha. Existem muitos ryokans e estalagens japonesas tradicionais na área que oferecem uma experiência autêntica de Quioto.

Higashiyama: Esta área é lar de muitos templos e santuários, incluindo Kiyomizu-dera e Yasaka Shrine. Existem também muitos ryokans e hotéis tradicionais japoneses na área.

Fukuoka

Hakata: Este bairro é conhecido pela sua comida, incluindo o famoso ramen e as bancas de comida de rua. É também um ótimo lugar para ficar para aqueles que querem explorar a história e cultura de Fukuoka.

Tenjin: Esta área é o principal distrito de compras e entretenimento de Fukuoka. É uma área movimentada, com muitos restaurantes, bares e lojas.

Ao escolher um lugar para ficar nestas cidades, considera fatores como localização, orçamento e o tipo de experiência que queres ter. Quer prefiras uma estalagem japonesa tradicional ou um hotel moderno, existem muitas opções para escolher em cada um destes destinos.

Encontra o teu alojamento no Japão com o Booking

Passo 4: Compra de um Japan Rail Pass

O Japan Rail Pass é uma forma econômica de viajar pelo Japão. Permite viagens ilimitadas em comboios JR, autocarros e ferries por um período definido. O passe pode ser comprado online ou em principais aeroportos e estações de comboio no Japão.

Dependendo do teu itinerário, podes escolher um passe diferente. Verifica toda a informação e opções aqui. Para a nossa viagem de 10 dias no Japão, escolhemos o bilhete comum de 7 dias. Da última vez, escolhemos o bilhete Green (os lugares e o serviço são ligeiramente melhores).

Aqui está tudo o que precisas de saber sobre o JR Pass:

  1. Elegibilidade: O JR Pass está disponível apenas para turistas estrangeiros que visitam o Japão com visto de curta duração. Cidadãos japoneses e residentes estrangeiros no Japão não são elegíveis para o passe.
  2. Tipos de passes: Existem dois tipos de JR Passes disponíveis: o Ordinary Pass, que fornece acesso a lugares de classe ordinária em todos os comboios elegíveis, e o Green Pass, que fornece acesso a lugares de primeira classe em comboios elegíveis.
  3. Duração: O JR Pass está disponível por 7, 14 e 21 dias consecutivos. O passe torna-se ativo no dia da primeira utilização e é válido pelo número especificado de dias após isso.
  4. Cobertura: O JR Pass cobre a maioria dos comboios JR, incluindo o Shinkansen (comboio-bala), expressos limitados e comboios locais. Também cobre autocarros JR e alguns ferries JR. No entanto, não cobre algumas linhas ferroviárias privadas ou sistemas de metropolitano.
  5. Custo: O custo do JR Pass depende da duração e classe do passe que escolhes. A partir de 2023, os preços para o Ordinary Pass começam em ¥29,110 (cerca de $260 USD) para um passe de 7 dias, enquanto o Green Pass começa em ¥38,880 (cerca de $350 USD) para um passe de 7 dias.
  6. Como comprar: O JR Pass deve ser comprado antes de chegares ao Japão e pode ser adquirido através de agentes autorizados no teu país de origem ou online. Após a compra do passe, receberás uma ordem de troca que deve ser trocada pelo passe real num posto de venda JR designado no Japão.
  7. Restrições: O JR Pass tem algumas restrições, como não ser válido em certos comboios Shinkansen e exigir reservas para alguns comboios expressos limitados. Além disso, o passe não é válido nos comboios Shinkansen Nozomi e Mizuho, que são os comboios mais rápidos e diretos entre Tóquio e Quioto/Osaka.

Para aqueles que desejam utilizar bastante o comboio durante a visita ao Japão, o Japan Rail Pass pode oferecer um valor excepcional no geral. Para garantir que o passe é a melhor escolha para ti, é crucial analisar cuidadosamente o teu itinerário e requisitos de viagem antes de fazer uma compra.

Sempre compramos o bilhete antes de viajar para o Japão. Existem muitas agências online que enviam o voucher diretamente para tua casa, nós usamos a Japan Experience. Uma vez que chegues ao Japão, podes trocar o voucher pelo teu bilhete. Atenção que precisas de um carimbo no passaporte para trocar o teu voucher. Se usares um portão eletrónico para entrar no Japão, deves pedir ao posto fronteiriço para te dar o carimbo no teu passaporte.

Passo 5: Fazer a mala adequadamente

O clima no Japão pode variar significativamente dependendo da época do ano que visitas. É importante fazer a mala com roupas e equipamentos apropriados para a estação. Em geral, os verões no Japão são quentes e húmidos, enquanto os invernos são frios e com neve. Certifica-te de levar sapatos confortáveis para caminhada, pois provavelmente farás muitas caminhadas durante a tua viagem.

O Japão é um destino fascinante, com uma história e cultura fascinantes. Mas se não souberes o que esperar, fazer as malas para uma viagem ao Japão pode ser desafiador. Os seguintes itens são indispensáveis para trazeres contigo para o Japão:

  1. Sapatos confortáveis para caminhada são essenciais, porque viajar pelo Japão requer muita caminhada. Irás tirar frequentemente os sapatos em restaurantes, templos e outros locais interiores, por isso escolhe sapatos que sejam fáceis de calçar e descalçar.
  2. Vestuário adequado para o clima: Dependendo da estação em que viajas, deves trazer roupa apropriada para o clima. Os verões podem ser quentes e húmidos, por isso é melhor usar roupas leves e um chapéu. Traga roupas quentes, um casaco e luvas, porque os invernos podem ser frios.
  3. Apesar de ser uma nação altamente industrializada, o Japão ainda tem muitos locais que só aceitam dinheiro. Certifica-te de ter algum dinheiro e um cartão de crédito internacional.
  4. Manter-se conectado durante a viagem no Japão é crucial, por isso considera alugar um dispositivo Wi-Fi portátil ou comprar um cartão eSim/SIM para usar no teu smartphone.
  5. Uma mochila pequena ou bolsa tote é recomendada, porque provavelmente vais parar para comida e bebidas ao longo do caminho. O Japão é um país com muitas lojas de conveniência. Traga uma pequena bolsa tote ou mochila para segurar as tuas coisas e qualquer coisa que possas comprar.
  6. Leva um adaptador de energia universal para que possas carregar os teus eletrónicos, pois o Japão utiliza um estilo diferente de tomada elétrica do que muitos outros países.
  7. Quaisquer medicamentos prescritos: Se usas medicamentos, certifica-te de trazer o suficiente para toda a viagem e uma cópia da tua prescrição.

Estarás bem preparado para as tuas férias no Japão e capaz de aproveitar tudo o que o país tem para oferecer se trouxeres estes itens necessários. Além disso, lembra-te de fazer uma mala leve e considerar os costumes locais ao escolheres as tuas roupas. Podes fazer a mala de forma eficaz e aproveitar ao máximo a tua viagem ao Japão se seguires estas sugestões.

Passo 6: Aprender algumas frases básicas em Japonês

Embora muitas pessoas no Japão falem inglês, é sempre uma boa ideia aprender algumas frases básicas em japonês. Isso facilitará a comunicação com os locais e a navegação pelo país. Algumas frases básicas para aprender incluem “olá” (konnichiwa), “obrigado” (arigato), e “com licença” (sumimasen).

Passo 7: Aprender sobre a etiqueta japonesa

Ao visitar o Japão, é importante estar ciente da etiqueta japonesa para mostrar respeito pelo país e pela sua cultura. Aqui estão algumas dicas a ter em mente:

  1. Cumprimentar com uma vénia: No Japão, fazer uma vénia é uma forma comum de cumprimentar alguém ou mostrar respeito. Quando encontras alguém pela primeira vez, uma vénia ligeira é apropriada. Uma vénia mais profunda é reservada para situações mais formais, como uma reunião de negócios ou ao encontrar alguém de maior estatuto. Ao retribuir uma vénia, é educado igualar a profundidade da vénia da outra pessoa.
  2. Sapatos: No Japão, é costume remover os sapatos antes de entrar na casa de alguém ou em certos espaços públicos, como templos e estalagens tradicionais. Procura sinais ou suportes para sapatos que indiquem onde remover os sapatos. Também é comum usar chinelos ou sapatos de interior fornecidos pelo anfitrião. Ao usar a casa de banho, muda para um par separado de chinelos de casa de banho.
  3. Comer: Ao fazer refeições no Japão, há algumas regras de etiqueta a ter em mente. É costume dizer “itadakimasu” antes de começar uma refeição, o que é uma forma de agradecer pela comida. Ao usar pauzinhos, evita apontá-los para os outros ou deixá-los em pé numa tigela de arroz. Também é considerado educado terminar tudo no teu prato e não desperdiçar comida.

Ao seguir estas regras básicas de etiqueta, poderás mostrar respeito pela cultura japonesa e causar uma boa impressão durante a tua visita. Lembra-te de observar e aprender com os locais, e não hesites em pedir ajuda ou esclarecimento se não tiveres a certeza sobre algo. Com um pouco de esforço, serás capaz de navegar pelo Japão com facilidade e desfrutar de tudo o que o país tem para oferecer.

Passo 8: Comprar o teu seguro de viagem

Ao planear uma viagem ao Japão, é importante considerar a compra de um seguro de viagem. Embora não seja obrigatório ter seguro de viagem para entrar no Japão, é altamente recomendado, pois eventos inesperados podem ocorrer durante a viagem. O seguro de viagem pode cobrir uma variedade de situações, desde cancelamentos de viagem a emergências médicas, bagagem perdida ou roubada e até atrasos ou cancelamentos de voos. Ele pode proporcionar tranquilidade e proteção financeira caso algo corra mal durante a tua viagem.

A Heymondo oferece planos de seguro de viagem especificamente adaptados para viajantes que visitam o Japão. Os seus planos cobrem uma ampla gama de cenários e oferecem uma cobertura abrangente a preços acessíveis. E como oferta especial, ao subscreveres o plano de seguro de viagem através do link fornecido neste post, receberás um desconto de 5% na tua compra. Por isso, não hesites em proteger-te e à tua viagem ao Japão subscrevendo o plano de seguro de viagem da Heymondo hoje!


Planear uma viagem de 10 dias no Japão pode parecer desafiador, mas com um planeamento cuidadoso e alguma pesquisa, pode ser uma experiência verdadeiramente inesquecível. Seguindo estes passos essenciais, estarás bem encaminhado para aproveitar tudo o que o Japão tem a oferecer.

Planeias viajar para Japão?

Se estás a planear uma viagem, verifica os nossos recursos de viagem. Ao utilizares os nossos links de afiliados, estás a apoiar este projeto sem qualquer custo adicional para ti.

Procuras experiências em Japão?

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *